Cadastre-se Entrar
   
                                                     Nós fazemos por você !
Um Greg nas organizações
Como é bom acordar bem e ter um bom dia de trabalho. Baseado em um dos personagens do livro O Monge e o Executivo, algumas pessoas nem sempre acordam bem, tampouco tem um bom dia de trabalho...
Luciano Muchiotti Saiba mais
Como é bom acordar bem e ter um bom dia de trabalho. Baseado em um dos personagens do livro O Monge e o Executivo, algumas pessoas nem sempre acordam bem, tampouco tem um bom dia de trabalho. Não se faz necessário relacionar todos os possíveis motivos que nos levam a ter um dia ruim de trabalho, porém uma pessoa como Greg poderia tranquilamente acabar com nosso dia e ainda, sobrariam resquícios para o dia seguinte.

Comportamentos de colegas que sempre reclamam, fazem fofocas, carrancudos, negativos, que pouco se interessam em ajudar, puxa sacos (famosos), ou mesmo aqueles que sequer lhe desejam um bom dia, é o suficiente para contribuir para que tenhamos um dia ruim.

Certamente você conhece algumas pessoas desse tipo, com essas características marcantes, parecem que são produzidos em série e contratados pelas empresas.

Infelizmente não temos como ficar distantes deles, porém, uma dose de profissionalismo aliada a um pouco de seriedade pode ajudar.

Não se deixe contaminar com esses comportamentos, alimentar as fofocas é vitamina "C" para os fofoqueiros; cara feia pode ser combatida com um belo sorriso e um bom dia cordial; poderá mostrar ao pessimista/negativo que sua criatividade e vontade de fazer são muito maior; e os puxa-sacos, provavelmente são pessoas que vivem isoladas e naturalmente as pessoas se afastam.

O líder precisa saber lidar com essas questões. Jamais seremos iguais uns aos outros, e que bom que somos assim. Também não podemos adivinhar o porquê desses comportamentos.

Então meu querido líder, ou querido futuro líder, saiba respeitar o colega, mas nunca se esqueça de dar um norte a ele. Um feedback para mostrar a ele onde pode melhorar, crescer, se desenvolver. Se ofereça para ouvi-lo, é uma prática rara no mundo organizacional.

Boa sorte com seus Gregs.

       Leia também!      
 
 
Sobre a empresa
História
Valores
Missão
Dirigentes
Serviços
Últimos Artigos
Fale Conosco