Cadastre-se Entrar
   
                                                     Nós fazemos por você !
O lado desumano do processo
Quando o assunto é entrevista para seleção de candidatos há uma série de peculiaridades a serem observadas...
Luciano Muchiotti Saiba mais
Quando o assunto é entrevista para seleção de candidatos há uma série de peculiaridades a serem observadas. Uma delas é a forma com que os candidatos são tratados.

O descaso está presente em muitas relações, desde a mais simples a mais complexa, embora o termo "complexo" seja muito relativo.

Uma pesquisa recente revelou números desagradáveis referente ao processo de recrutamento e seleção realizado por muitas empresas.

Essa pesquisa apontou que 72% dos profissionais participantes reclamaram do descaso dos consultores durante a seleção; 70% consideraram negativa a falta do feedback durante o processo, tais informações podem ser encontradas na Edição 139 da Revista Você S/A.

Confesso que fiquei muito triste com esse resultado. A área de RH é composta por várias especialidades, entre elas os profissionais da Administração e Psicologia na grande maioria dos casos. Teoricamente são formações que ocupam posições estratégicas no setor de RH que deveriam ter como foco o ser humano. Aquele mesmo ser humano que as empresas tanto pregam que são peças chaves, são importantes etc.

O que está havendo então? Uma epidemia de "maus tratos" ou de imponência? Esse assunto já foi citado em outro artigo, porém, insiste em permanecer em evidência.

Se as empresas pregam que o ser humano é tão importante assim para seu sucesso, esses profissionais "recrutadores" não deveriam estar alinhados com essas idéias e crenças da empresa?

Infelizmente encontramos muitos profissionais descomprometidos com o negócio e os objetivos da empresa e muitas vezes são os mesmos profissionais que estão insatisfeitos com alguma coisa, com o trabalho, salário, o relacionamento com seu superior etc. Não é possível admitir que profissionais de alto gabarito como os que estão envolvidos na área de RH ajam dessa forma. É como pequenos barcos indo contra as grandes ondas.

Lembrando que as empresas necessitam de profissionais, profissionais motivados e que acreditem no potencial da empresa desde sua admissão. Que possam perceber que a empresa que está o contratando tem potencial, e tendo potencial seu futuro pode ser de muito sucesso. Ambos podem prosperar, e esta relação pode ser de muito agradável.

Mesmo com tantas boas oportunidades pela frente, nossos queridos colegas de formação estragam tudo, se esquecem da ética e dos bons costumes.

Nossos colegas precisam permitir que as pesquisas apontem o inverso, ou seja, a satisfação dos candidatos, e somente com respeito por estes isso será possível. Isso não é utopia. Não poderia deixar de lembrar que entre esses colegas existem as exceções.

Fraterno abraço a você, caro colega.

       Leia também!      
 
 
Sobre a empresa
História
Valores
Missão
Dirigentes
Serviços
Últimos Artigos
Fale Conosco